• Grey Facebook Icon
  • Grey Google+ Icon

© 2018 por REBRAGEO. Contato: congeo2018@gmail.com

Palestrantes

Virginie Mamadouh é professora associada do Departamento de Geografia, Planejamento e Desenvolvimento Internacional da Universidade de Amsterdã e filiada ao Centre for Urban Studies e ACCESS EUROPE. É editora do periódico Geopolitics e está envolvida com uma série de publicações sobre Geografia Política, como The Arab World Geographer, Geojournal e Political Geography. Os seus interesses de pesquisa incluem geopolítica e globalização; transnacionalismo e novas mídias; migrações e identidades territoriais; geografia eleitoral e movimentos sociais urbanos.

Heriberto Cairo Carou é professor titular de Ciência Política e da Administração e decano da Facultad de Ciencias Políticas y Sociología da Universidad Complutense de Madrid (UCM). Doutor em Ciências Políticas e da Administração, com uma tese sobre a construção social do conflito argentino-britânico no Atlântico Sul. Presidente do Comitê de Investigação "Geografía Política e Cultural", da Associação Internacional de Ciência Política (IPSA-AISP). Diretor do Grupo de Investigación sobre Espacio y Poder. Diretor da Revista Geopolítica(s).

Glauco Peres da Silva é professor do Departamento de Ciência Política da USP, colaborador do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (CEBRAP) e pesquisador associado do Centro de Estudos da Metrópole (CEM). Doutor em Administração Pública e Governo pela Fundação Getulio Vargas - SP (2009), com período sanduíche no Massachusetts Institute of Technology (MIT).  Tem experiência na área de Ciência Política, com ênfase em Política Comparada, atuando principalmente nos temas Geografia Eleitoral, Institucionalismo e Metodologia da Ciência Política.

Iná Elias de Castro é professora titular do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Política e Território - GEOPPOL. Desenvolveu estudos sobre o discurso político e o regionalismo na Região Nordeste. Atualmente pesquisa as relações entre o sistema político-institucional e o território, com foco nas escalas políticas e na democracia como problema conceitual e espacial. Autora de "O mito da Necessidade" (1992) e "Geografia e Política" (2005).

Marcelo Escolar é doutor em Filosofia e Letras pela Universidad de Buenos Aires. Professor titular das universidades nacionais de Buenos Aires, do Litoral e de San Martín, investigador do Ministerio de Educación de la Nación. Tem como especialidade o estudo comparado da geografia política, sistemas eleitorais e federalismo. Atualmente dirige o Centro de Estudios Federales y Electorales e o Programa de Análisis Social de la Ciudadanía Audiovisual Latinoamericana (Pascal), ambos da Universidad Nacional de San Martín. Publicou em português o livro "Crítica ao Discurso Geográfico" (1996).

Juliana Nunes é professora do Departamento de Geografia (UFF). Doutora em Geografia pela Université Jean Moulin Lyon 3, França. Atuou no laboratório Environnement, Ville et Société (UMR 5600 - CNRS, Lyon) e no Instituto de Sciences-Po (Paris). Tem mestrado e graduação em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente, coordena o Núcleo de Pesquisas sobre Políticas Públicas e Território (UFF). Seus principais temas de pesquisa são federalismo brasileiro e território, escalas políticas, políticas públicas, participação política, governança e cooperação territorial.

Matheus Pfrimer é professor do curso de Relações Internacionais da Universidade Federal de Goiás. Doutor em Geografia Política pela Universidade de São Paulo (2009), possui mestrado em Relações Internacionais e Integração Européia pela Universidade de Liège, Bélgica (2004). Membro do Comitê de Pesquisa 15 (Geografia Política e Cultural) da Associação Internacional de Ciência Política (IPSA). Atualmente desenvolve pesquisa nas áreas de Segurança Ambiental, Geopolítica Sul-americana e Integração Regional, com ênfase na relação entre recursos naturais e conflito.

Francisco Carlos Teixeira da Silva é doutor em História pela Universidade Livre de Berlim. Professor titular de História Moderna e Contemporânea da UFRJ. Professor Adjunto de História Agrária no CPDA/UFRRJ (1976-1981), de História Moderna e Contemporânea da UFF (1977-1991) e professor titular de Sociologia Política do IUPERJ/UCAM (2014-2016). Publicou mais 100 artigos e mais de 50 livros sobre temas da história contemporânea, com especial destaque para estudos de guerras e conflitos no século XX. Fundador do Laboratório de Estudos do Tempo Presente/UFRJ.

Licio Caetano do Rego Monteiro é professor Adjunto de Geografia Humana do Departamento de Geografia e Políticas Públicas (UFF-Angra). Doutor em Geografia na Universidade Federal do Rio de Janeiro. É coordenador do Grupo de Estudos da Baía da Ilha Grande (GEBIG/UFF) e pesquisador do Grupo Retis/UFRJ. Atualmente pesquisa: limites e fronteiras internacionais na América do Sul; geografia política e geopolítica; integração e segurança na América do Sul; desenvolvimento e conflitos territoriais na Baía da Ilha Grande.

Rogério Haesbaert é professor titular do Departamento de Geografia da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo. Professor do Curso de Pós-Graduação em Políticas Ambientales y Territoriales da Universidade de Buenos Aires. Atuou como professor visitante em universidades da Inglaterra (Open University), França (Toulouse Le Mirail e Paris-St. Denis), México (UNAM-CRIM e Cátedra Elisée Reclus do Colégio de Michoacán) e Argentina (Univ. Tucumán). Publicou "O Mito da Desterritorialização" (2004), "Regional-Global" (2010) e "Viver no limite" (2014), dentre outros.

Ivaldo Gonçalves de Lima é doutor em Geografia pela Universidade Federal Fluminense (2005), com pós-doutorado na Universitat Autònoma de Barcelona (UAB, 2012-2013). É professor adjunto da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência na área de Geografia Humana, com ênfase em Geografia Política, atuando principalmente na investigação dos seguintes temas: geopolítica, geografia política da Amazônia, redes políticas, justiça territorial, globalização do mundo contemporâneo, políticas públicas e governança territorial, geografia legal crítica, geografia política e gênero, ensino e avaliação de geografia.

Edna Maria Ramos de Castro é doutora em Sociologia pela École des Hautes Études en Sciences Sociales (Paris, 1978-1983). Professora titular da Universidade Federal do Pará, atuando no Núcleo de Altos Estudos Amazônicos/NAEA/UFPA. Foi professora visitante da Universidade de Québec e Institut de l'Environnement, em Montreal, na Universidade de Brasília e na Université Le Havre. Tem como principais temas de estudo desenvolvimento, políticas públicas, estudos urbanos, trabalho, populações tradicionais e meio ambiente.

Carlos Walter Porto-Gonçalves é doutor em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1998). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal Fluminense e Coordenador do Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais e Territorialidades (LEMTO). Atua na área de Geografia Social, principalmente com os temas: Geografia dos Conflitos Sociais, Geografia e Movimentos Sociais, Justiça Territorial e Ecologia Política. Publicou diversos livros em português e castelhano, o mais recente "Amazônia, encruzilhada civilizatória"(2017).

Henri Acselrad é doutor em Planejamento, Economia Pública e Organização do Território pela Université Paris 1 (Panthéon-Sorbonne) (1980). Atualmente é Professor Titular do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ). Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, atuando principalmente nos seguintes temas: Modelos de desenvolvimento e conflitos ambientais; Ecologia política da sustentabilidade; Política e regulação ambiental; Apropriações sociais da sustentabilidade urbana; Movimentos sociais, desigualdade e justiça ambiental; Cartografia social.

Valter Carmo Cruz é doutor em Geografia na Universidade Federal Fluminense. Professor Adjunto do Departamento de Geografia e do Programa de Pós-Graduação em Geografia da UFF. É membro do grupo de trabalho da CLACSO "Territorialidades en disputa e r-existências". Coordena o Núcleo de Estudos sobre Território, Ações Coletivas e Justiça (NETAJ). Desenvolve pesquisas sobre: Território, ação e política; Movimentos sociais, identidades coletivas e direito territoriais; Território, conflitos e lutas por justiça ambiental/territorial; Geografia, giro descolonial e epistemologias do sul; e Amazônia.

Ruben Camilo Gonzalez é doutor em Geografía pela Universidad de Santiago de Compostela com a tese Aproximación a una Geografía de la Juventud. Estudio socioespacial de los Centros de España (1992). É professor catedrático de Análise Geográfica Regional da Universidad de Santiago de Compostela, onde atua desde 1990. Já  lecionou na Universté do Maine, Université de Caen e Université de Touluse-Le Mirail, na França, e na University of Bergen, na Noruega. É coordenador do Grupo ANTE: Análise Territorial da USC e director da Fundación CEER (Centro de Estudos Euro-Regionais).

Lia Osorio Machado é doutora em Geografia pela Universidad de Barcelona (1989). Professora do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. É coordenadora do Grupo RETIS na UFRJ, com pesquisas sobre os temas de Amazônia sul-americana; Limites e Fronteiras na América do Sul; Geografia das Drogas Ilícitas e Sistema Financeiro Internacional; Pensamento Geográfico. Tem artigos e livros publicados no Brasil e no exterior sobre temas relacionados às pesquisas desenvolvidas no Grupo Retis.

Perla Zusman é doutora em Geografia Humana pela Universidad Autónoma de Barcelona. Pesquisadora independente do CONICET, com sede no Instituto de Geografia da Universidad de Buenos Aires, onde é professora titular da Facultad de Filosofía y Letras. Membro da Comissão de História da Geografía da UGI. Co-editou os livros Geografías Culturales. Aproximaciones, Intersecciones y Desafíos (FFyL, UBA, 2011) e La institucionalización de la Geografía en Córdoba (UNC, 2012). Tem como temas de pesquisa: história do pensamento geográfico, os processos de formação territorial e as geografias culturais.

Vladimir Montoya Arango é antropólogo, doutor em Antropologia Social e Cultural pela Universidade de Barcelona. Professor da Universidad de Antioquia, em Medellín, onde atua como diretor do Instituto de Estudios Regionales. Tem como principais temas de estudo Cultura e Espaço Público, Memória, Conflito e Território, Geopolítica e Saberes Situados e, mais recentemente, Espaço e Poder, uma linha de pesquisa do Grupo de Estudios del Territorio.

André Reyes Novaes é professor do Departamento de Geografia Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Possui graduação, mestrado e doutorado em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.  Já atuou como professor visitante nos Departamentos de Geografia da Royal Holloway University of London e da University of Nottingham. Desde 2016, é membro da comissão de História da Geografia na UGI. Pesquisa atualmente história da cartografia e exploração do território, imaginação geográfica e imprensa, geopolítica e metodologias visuais.